QUERO TRAZER À MEMÓRIA AQUILO QUE ME DÁ ESPERANÇA


A natureza humana é má e perversa. Tente educar uma criança pra ver se não é verdade. Não é preciso ensiná-la a morder, a tomar as coisas da mão de alguém, a fazer careta, a esconder o que ela acha que é dela para não emprestar aos outros, a discriminar e execrar aquilo que lhe parece ruim ou feio, a dar um tapa na cara da mãe que a alimenta e que fica sem dormir dias por causa da manha dela. Mas tente fazê-la entender como é importante o amor, a solidariedade, a doação, a leveza, a nobreza, a lealdade. É trabalho pra uma vida inteira. E o pior: boa parte das vezes não dá certo. A natureza humana é ruinzinha, sim. E egoísta. E cruel. E violenta. E covarde. E megalômana. E triste.

Porém, está em um belo texto da Bíblia: quero trazer à memória aquilo que me dá esperança. O ser humano é capaz de fazer coisas absolutamente incríveis. As pessoas conseguem dar significado a coisas que aparentemente não parecem com nada, nem serviriam para nada. Me dá esperança olhar uma obra de arte. Me dá esperança ver um belo buquê de flores. Me dá esperança pegar alguém no colo. Me dá esperança ler um lindo poema. Me dá esperança ouvir uma boa música. Me dá esperança ver tanta gente discutindo alternativas para salvar o planeta. Me dá esperança ver que muita gente vive na batalha pra conseguir ganhar o pão honestamente. Me dá esperança saber que tem gente que supera o seu complexo de ostra e se aventura a gostar de uma outra pessoa. Me dá esperança que aquela mesma criancinha do começo do texto, ruinzinha por natureza, consiga domar seus instintos malvados em prol de conviver bem com outras pessoas. Porque no fundo é isso que queremos: estar com outras pessoas – numa boa, confortáveis, de barriguinha cheia e com perspectivas e sonhos coloridos pela frente.

Tá certo que é legal ganhar presentes, cozinhar uma porção de coisas gostosas pra comer, encontrar os parentes e amigos, conferir a exuberância das decorações de natal pela cidade. Mas o que eu acho que estou querendo dizer é que o melhor de tudo mesmo é acreditar que vale a pena continuar acreditando na humanidade. É isso que eu acho que Deus quis dizer quando permitiu a vinda de Cristo a este mundo. Ele tomou uma decisão – acreditar no nosso pequeno ( mas resistente ) potencial de bondade e crescimento pessoal.

É uma decisão possível para nós acreditar nisso também. Não ignorando as coisas horríveis que acontecem todos os dias em todos os cantos só porque é natal. Mas acreditando que, mesmo diante de tantos problemas, coisas boas ainda podem acontecer. E muitas delas podem começar por nós.

E é isso que eu desejo a vocês, pessoas queridas, neste natal: muita fé e esperança. Não no que somos, porque as coisas não andam nada agradáveis nesta Terra. Mas sim no que podemos ser.
Beijos e Feliz Natal!

7 Responses to “QUERO TRAZER À MEMÓRIA AQUILO QUE ME DÁ ESPERANÇA”

  1. Ful says:

    Já dizia a música do Caetano, se o mundo é um lixo, eu não sou…
    Saudades de vc, meu bem. Espero que o seu natal tenha mtos toques de esperança, grande e especial como o que eu senti ao ler o seu instigante texto.
    Bjo, love, love, love. :))))))))))))))

  2. Paloma says:

    Fofíssima!! sempre leve e contundente!!!
    Feliz Natal para nós!!!
    beijos

  3. Deize says:

    Olá, Karina !
    Há muito eu não vinha aqui e há muito não vou a um monte de lugares.
    Entre as minhas esperanças, está a de que terminando o ano organizada, vou voltar a ter a oportunidade de ler textos tão importantes e verdadeiros como esse seu sobre o Natal.
    Desejo que muitas das nossas esperanças sejam transformadas em sonho e que os sonhos se tornem realidade !
    Beijo grande, Feliz Ano Novo!

  4. Sara says:

    Que lindo!!!

    E quantas saudades, amiga querida…

    Esperança de ver vc…De abraçar, de papear e rir…

    Beijinhos

    Sara

  5. marcelo says:

    Quero encontar meu pai que não vejo há 35 anos
    Ele tem uma filha q se chama Guta (apelido) Sobrinho q se chama Bira, a mãe dele se chama Matilde, trabalhava na Brasil Gás na cidade de Campinas de Pirajá – BA – Próximo a Salvador. Segundo sei informar q ele morava na rua Estácio de Sá e seu nome é José de Jesus.
    Agradeço!

  6. dalvina toledo says:

    gostaria de saber se a fraze: Quero trazer a memoria aquilo que me da esperança, se é biblico e qual a referencia^?

  7. eu says:

    Dalvina
    a passagem eh biblica sim e a referencia eh Lamentacoes 3:21.
    ela aparece com varias traducoes, mas na versao Almeida Revista e Atualizada Ed. 1993

    http://www.bibliaonline.com.br/ra/lm/3

    abracos

Deixe seu comentário: